Como se tornar um enfermeiro-chefe?

Felipe Cortinas
Comunicador, jornalista, documentariasta e analista de marketing. Especializado em SEO e em estratégias de marketing inbound.Experiência como social media e criação de designs e vídeos em campanhas publicitárias.Gerenciamento de campanhas de Google Ads e SEO Local. Criação de sites e lojas online.Fotógrafo de eventos, videomaker e documentarista.
1

Desde já, para se tornar um enfermeiro-chefe, muitos enfermeiros possuem determinadas habilidades e têm a capacidade de gerir pessoas durante o exercício de seu trabalho. Além de ter habilidades de comunicação e compaixão inerentes.

De maneira geral, um enfermeiro-chefe deve ser hábil no atendimento ao paciente e no gerenciamento de enfermeiros. Juntamente com a responsabilidade para fornecer serviços médicos valiosos, garantindo operações de enfermagem eficientes em seu setor. Do mesmo modo, o enfermeiro-chefe cumpre as funções médicas e de liderança para melhorar os resultados dos pacientes em suas instalações. Assim, como enfermeiro-chefe, você tomará medidas para confirmar se todas os enfermeiros operam de forma eficiente e correta. Por vezes, você pode instruir novos enfermeiros sobre os procedimentos operacionais corretos. Em outros dias, você poderá passar bastante tempo de seu serviço construindo equipes de enfermagem.

Então, se você tem interesse pela área da saúde e está pesquisando sobre o curso de Enfermagem, saiba que essa é uma carreira que permite atuação em diferentes segmentos e ascensão profissional. Por esse motivo, a graduação tem o objetivo de prepará-lo para ser um profissional completo por meio de conhecimentos gerais da saúde e técnicos. Aqui, a ideia é conquistar um grande cardápio de conhecimento para atuação tanto no ambiente hospitalar quanto em outras áreas.

No entanto, há muito mais do que aparenta quando se trata de ser um enfermeiro-chefe. Por isso a média salarial, de acordo com o site Vagas.com no Brasil, é de R $3.201, podendo chegar até R $4.559. Ou seja, pela boa remuneração, também é exigida alta carga de responsabilidade e dedicação. Assim, procure conhecer um pouco mais sobre a profissão.

O que é um enfermeiro-chefe?

Inicialmente, um enfermeiro-chefe é um profissional da enfermagem que presta serviços na gestão de equipes em uma grande variedade de centros médicos, como hospitais, centros de tratamento ou lares de idosos. Geralmente, a presença dele é necessária em ambientes maiores, onde há muitos enfermeiros, o que torna necessária a coordenação dos times. De maneira geral, o enfermeiro-chefe, apesar do cargo de liderança, desempenha as mesmas funções que qualquer outro enfermeiro. Mas, muitas vezes, os enfermeiros-chefe são os responsáveis por alas ou departamentos inteiros, e sempre estão se comunicando com as famílias, médicos e diretores.

Então, por ser um cargo de liderança, também existe um aumento no salário. Normalmente, o enfermeiro-chefe consegue ganhar em torno de R $5 mil a R $8 mil. No entanto, dependendo da instituição onde trabalha e do tempo de experiência, esse valor poderá ficar próximo a R $10 mil.

Em outras palavras, o enfermeiro-chefe é uma pessoa que supervisiona as operações de enfermagem no local de trabalho. Esteja localizado em um hospital, clínica ambulatorial ou outro ambiente médico, ele irá liderar equipes de enfermeiros no fornecimento de cuidados eficazes a todos os pacientes.

Por se tratar de uma posição especializada, a função de enfermeiro-chefe é preenchida por uma pessoa com graduação e especialização em Enfermagem. Além disso, os enfermeiros-chefe são frequentemente caracterizados por anos de experiência em áreas específicas de enfermagem.

O que faz o enfermeiro-chefe?

De maneira simples, existem certas habilidades que muitos enfermeiros-chefe possuem para cumprir suas responsabilidades. Dessa forma, o enfermeiro-chefe desempenha uma variedade de funções administrativas no ambiente de saúde. O profissional poderá treinar enfermeiros, autorizar operações e fornecer atendimento direto ao paciente.

Desta forma, mostraremos um pouco do que faz um enfermeiro-chefe:

  • Gestão de equipes: a maioria dos ambientes hospitalares, policlínicas, unidades de atenção básica e secretarias de saúde é composto por alas e departamentos que contam com equipes de enfermagem. Logo, um enfermeiro-chefe pode é responsável por uma área inteira ou pelo grupo de enfermeiros e auxiliares de enfermagem. Assim, é responsabilidade dele monitorar os times e garantir que cumpram-se todos os requisitos do seu trabalho. O enfermeiro-chefe tem o papel de oferecer assistência aos demais profissionais, além de orientar e auxiliar em procedimentos, organizar recursos financeiros, solicitar remédios e materiais, bem como verificar prontuários de cada paciente.
  • Atividades administrativas: a gestão de equipes envolve trabalho administrativo. Então, além de lidar com as questões práticas dos enfermeiros sob sua coordenação, os enfermeiros-chefe também têm serviços administrativos a serem realizados. Por exemplo: organizar, compilar e armazenar todas as anotações sobre os pacientes, encaminhar os arquivos dos pacientes aos departamentos de cobrança e pagamento, lidar com sistemas informatizados, organizar escalas de trabalho e elaborar planos e relatórios anuais referentes às atividades de enfermagem.
  • Comunicação: a comunicação é extremamente importante para o serviço do enfermeiro-chefe. Assim, esse tipo de profissional tem a função central de articular com todos os envolvidos no trabalho como dialogar com as famílias dos pacientes para dar informações, gerir conflitos e transmitir informações à diretoria.

Como se tornar um?

Em resumo, se você está interessado em se tornar um enfermeiro-chefe, uma das primeiras coisas a ser considerada é o quanto você precisa de educação. Normalmente, grande parte dos enfermeiros-chefe possui uma graduação em Enfermagem. Em termos de nível superior, possuir um mestrado facilita bastante na aquisição do cargo. Embora a maioria dos enfermeiros-chefe tenha diploma universitário, ainda é possível se tornar um apenas com o ensino médio, tudo dependerá da experiência que você tiver na área.

Por outro lado, escolher a especialidade certa é sempre um passo importante ao pesquisar como se tornar um enfermeiro-chefe. Quando pesquisamos por cursos de graduação mais comuns para se tornar um enfermeiro-chefe, descobrimos que eles geralmente obtêm o diploma de bacharel. Além disso, outros diplomas de pessoas que estão neste cargo são baseados em especializações ou mesmo mestrados. Outra forma de se tornar um enfermeiro-chefe é descobrir que a experiência em outros empregos poderá ajudá-lo. Na realidade, muitos empregos que envolvem o chefe de enfermaria exigem uma função como enfermeiro de equipe. Enquanto isso, muitos enfermeiros-chefe têm experiência profissional anterior em funções como enfermeiro registrado.

Por fim, para encontrar o emprego certo em sua carreira como enfermeiro-chefe, é bom saber em qual especialidade poderá atuar e se possui a experiência necessária para conseguir gerenciar equipes e fazer tarefas administrativas, juntamente com uma grande carga de responsabilidade. De qualquer maneira, boa sorte em sua jornada profissional!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 5 / 5. Contagem: 2

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.