O que é Financiamento Estudantil Privado?

Georgia Garms
Colaborador do Hora Da Facul

Crédito: Foto de Pavel Danilyuk no Pexels

É de conhecimento geral como muitos brasileiros sonham com uma graduação, mas não têm condições para mantê-la. Falamos, aqui, sobre os cursos superiores em instituições particulares. Você sabia que, no nosso país, o número de faculdades privadas é quase 7,5 vezes maior do que o total de instituições públicas?

Esse cenário gerou, consequentemente, outras diferentes formas de ingresso nas universidades. Ciente disso, o Hora da Facul pensou em produzir este conteúdo para permitir que você conheça mais sobre o financiamento estudantil privado!

Ao pensarmos em financiamento, imediatamente nos deslocamos à situação de muitos brasileiros. Uma pessoa, visando obter um bem, recorre ao financiamento, adquirindo, portanto, um crédito. Essa operação, por sua vez, costuma ser realizada por uma instituição financeira, a qual libera ao sujeito um determinado valor para financiar o projeto de seu respectivo interesse.

Quando nos referimos ao financiamento estudantil, dialogamos com programas que oferecem alguns créditos, assim como qualquer outro financiamento. Por outro lado, o crédito oferecido, nesse caso, corresponde ao valor das mensalidades dos cursos de graduação. Diferentemente do que muitos pensam, o crédito pode corresponder à quantia integral ou parcial.

Outro ponto de importante destaque está no limite estabelecido, em contrato, para o pagamento desse financiamento. Nesse sentido, considera-se fundamental o cumprimento do prazo a fim de evitar todas e quaisquer dívidas.

Como você pôde ver, o financiamento estudantil é extremamente importante para a vida de diversas pessoas. É a partir deste que muitos conseguem realizar o sonho de concluir uma graduação. Ademais, cientes da importância do curso superior para a inserção do sujeito no mercado de trabalho, os programas ainda garantem maior probabilidade de contratação.

Agora que já nos aproximamos do tema e compreendemos a indispensabilidade do financiamento estudantil no Brasil, podemos seguir com a nossa exposição. Vamos lá?

Financiamento estudantil privado

De acordo como site pravaler, o financiamento estudantil privado é um tipo de crédito pessoal destinado a simplificar o acesso do estudante ao ensino superior. Diferentemente do financiamento público, o dinheiro emprestado pelo financiamento privado vem de uma instituição financeira, como bancos ou empresas especializadas, em vez de ser subsidiado pelo governo.

Como vimos anteriormente, o programa adquirido pode ser integral ou parcial. No entanto, a maioria oferece, seguramente, “100% de financiamento para faculdades conveniadas às instituições financeiras participantes”. Ademais, é importante ressaltarmos algumas diferenças entre esses dois tipos de financiamentos (privado e público). Quanto ao financiamento estudantil privado:

  • Diferente prazo para o pagamento da dívida;
  • Diferentes limites de renda familiar;
  • Não exigência da participação do Enem.

Segundo a Faculdade Anhanguera, você precisa, na maioria dos casos, apenas ter um vínculo com o banco ou com a instituição e passar por uma avaliação de crédito. Essa avaliação, por sua vez, acontece em toda modalidade de crédito, portanto não precisa se preocupar.

Sempre em busca do melhor para você, não somente em termos de formação, mas também em termos de informação, a Anhanguera discorre sobre alguns importantes financiamentos estudantis privados. Caso seja do seu interesse, fique conosco até o fim deste texto! Temos certeza que iremos tirar muitas das suas dúvidas.

Financiamento estudantil privado: alguns exemplos

Ainda com a Faculdade Anhanguera, são algumas importantes opções de financiamento estudantil privado o Crédito Universitário Bradesco, o BB Crédito Consignado, a Creditas, o Financiamento Estudantil BV e o CredIES.

Embora cada programa tenha suas próprias normas, todos têm como objetivo permitir que o estudante conclua a sua graduação. Nesse sentido, o aluno poderá quitar o parcelamento da faculdade “a partir de prazos longos e de prestações mensais mais acessíveis”.

Crédito Universitário Bradesco

O banco Bradesco oferece um financiamento surpreendente de até 100% do valor de um semestre inteiro. Aqui, o pagamento poderá ser realizado em até 12 meses e, com o início de um novo semestre, se for do interesse do estudante, existe a possibilidade da realização de um novo financiamento. Além disso, após a primeira solicitação de crédito, a pessoa só irá começar a pagar as próximas prestações depois de quitar as anteriores.

BB Crédito Consignado

Você sabia que o Banco do Brasil (BB), assim como a Caixa Econômica, é uma das instituições parceiras do FIES? Trata-se este último, por sua vez, de um programa do governo federal administrativo pelo Ministério da Educação (MEC). Ou seja, é um financiamento estudantil público. Por outro lado, o banco oferece, também, uma linha de crédito para estudantes. Essa linha, denominada BB Crédito Consignado, permite o financiamento das mensalidades de um curso superior.

Mas calma! O Banco do Brasil não se limita a isso. Além das mensalidades da graduação, o estudante conta com a possibilidade de financiar uma pós-graduação, o pré-vestibular e até mesmo o material didático. De acordo com a Faculdade Anhanguera, o prazo de pagamento pode chegar a 96 meses e carência de 180 disso. Isso depende, no entanto, das condições de convênio de crédito.

Creditas, BV, e CredIES

A Creditar, maior plataforma online de crédito com garantia do Brasil, também é uma excelente alternativa de financiamento. Além disso, conta com a parceria de algumas instituições renomadas, como a Faculdade Anhanguera. Esta, por sua vez, com o objetivo de oferecer diferentes opções de crédito para os veteranos e calouros dos cursos de:

  • Medicina;
  • Medicina Veterinária;
  • Odontologia.

Nos três, o financiamento pode, também, ser integral ou parcial.

O financiamento do Banco Votorantim pode ser uma ótima opção caso você possua uma renda mínima de 2,2 vezes o valor da mensalidade da graduação. Além da possibilidade de alcançar até 100% do valor do curso, o financiamento pode ocorrer a cada semestre, no mínimo, e o prazo de pagamento fica o dobro do tempo.

O CredIES, por fim, novamente com a Faculdade Anhanguera, é a “opção de crédito educacional da Fundacred para cursos de graduação e pós-graduação”. Esse financiamento permite que o estudante pague partes das mensalidades durante o curso. As outras, por sua vez, poderão ser pagas depois da data prevista de conclusão.

Outro ponto positivo dessa alternativa está na possibilidade em conseguir o crédito mesmo se você estiver negativado. A faculdade explica que como o fiador indicado tem a renda e o crédito analisados, o estudante, por sua vez, não precisará passar pela avaliação para a liberação do crédito.

Financiamento estudantil privado realiza sonhos

Como você pôde ver, o financiamento estudantil privado, entre os seus diversos benefícios, também realiza o sonho de muitas pessoas que desejam concluir um curso superior. Caso você tenha se interessado por algum dos exemplos dados, temos certeza que você conseguirá realizar o seu também.

Se você gostou deste conteúdo, o Hora da Facul gostaria de convidá-lo a conhecer, também, mais sobre o tema “carreira em Y: o que você precisa saber“. Boa sorte e até logo!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.