O que saber antes de iniciar a faculdade de Fisioterapia

Tais Carra
Estrategista de marca, contadora de história e designer thinker com 9 anos de experiências em comunicação digital. Construí minhas experiências de forma bem diversificada envolvendo três áreas centrais: inovação, produto e marketing. Crio e escrevo semanalmente para diversas empresas. Meu trabalho é construir experiências e estratégias através de criação de texto útil e relevante para gerar ação, circularidade, e crescimento de receita.
1

Crédito: Foto de Giftpundits.com no Pexels

Em dúvida sobre como é o curso de fisioterapia? E o que se estuda nessa graduação? Como está o mercado de trabalho? Então, esse conteúdo é para você!

De acordo com a classificação publicada pela revista Veja, a graduação de fisioterapia está entre as 15 profissões que mais criaram vagas com carteira assinada. Sobretudo é um curso com bastante concorrência um campeão nas buscas pelos estudantes de saúde.

Muitas vezes o profissional de fisioterapia é apenas ligado a problemas de reabilitação de movimentos humanos. Entretanto, a sua atuação é bem mais que isso.

Confira mais sobre o curso e onde o fisioterapeuta pode atuar e o papel que pode desempenhar no mercado de trabalho!

Como é o curso de Fisioterapia?

A faculdade de Fisioterapia prepara o profissional para elaborar um diagnóstico físico e funcional dos movimentos dos pacientes. Seja para tratamento de lesões, fraturas, problemas posturais, entre outros. 

Com uma duração de 4 a 5 anos, o curso de Fisioterapia é regulamentado pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, é necessário para exercício da profissão o registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO). 

A grade do curso tem como disciplinas de Ciências Biológicas e da Saúde, como biologia, anatomia, fisiologia e patologia. Além disso, o estudante precisa antes de tudo gostar de atendimento, pois a sua profissão envolve contato humano diário. 

Segundo o Censo da Educação Superior são 141 mil matriculados nessa graduação no Brasil, e esse número só aumenta. Do mesmo modo Fisioterapia é curso bastante tradicional, existem na maioria das faculdades brasileiras. 

Você pode escolher a modalidade que mais se encaixa em sua rotina, necessidades e preferências. O curso é oferecido nas duas modalidades: 

  • Presencial 
  • Semipresencial 

O que se estuda em Fisioterapia?

A estrutura curricular do curso de Fisioterapia pode variar de acordo com cada instituição de ensino. Mas assim como outros cursos existem diretrizes obrigatórias definidas pelo ministério da educação.

Nessa graduação é obrigatório contemplar quatro grandes áreas, sendo elas: ciências biológicas e da saúde, ciências sociais e humanas, conhecimentos biotecnológicos, conhecimentos fisioterapêuticos.

Já no segundo ano do curso começam as aulas práticas em laboratório. Além disso, outra disciplina obrigatória é o estágio supervisionado, onde os estudantes vão poder aplicar na prática o que foi visto no curso. 

Esse curso é bastante concorrido. Mas nem todo mundo sabe o que esperar. Por isso listamos os principais materiais que você poderá ver ao longo do curso.

  • Anatomia
  • Biologia Celular e Molecular
  • Biomecânica do Movimento Humano
  • Cinesiologia Clínica
  • Controle Neural do Movimento
  • Desenvolvimento Humano
  • Farmacologia
  • Fisiologia Humana
  • Fisioterapia Aplicada à Ginecologia, Obstetrícia e Urologia
  • Fisioterapia Dermatofuncional
  • Fisioterapia em: Geriatria, Neurologia, Pediatria, Pneumologia, Terapia Intensiva
  • Genética
  • Hidroterapia, Termoterapia, Eletroterapia, Fototerapia
  • Histologia e Embriologia
  • Imagenologia Aplicada à Fisioterapia
  • Métodos de Avaliação Clínica e Funcional
  • Neurofisiologia
  • Patologia Geral
  • Prótese e Órteses
  • Psicologia

Quanto é a mensalidade dessa graduação?

Em comparação a outros cursos tradicionais como Medicina e odontologia o curso é o mais barato. O valor da mensalidade pode variar devido à região, instituição de ensino, e a modalidade. 

No Brasil, conforme o Censo da Educação Superior, 535 faculdades oferecem o curso de Fisioterapia. Em sua maioria são instituições de ensino privadas. 

Aqui nesse conteúdo vamos abordar valores relativos ao título de bacharel. O valor médio é de R$ 400,00 a R$ 1.500,00 reais — o valor da mensalidade. Há faculdades mais renomadas que podem chegar até 2 mil reais. 

Aos estudantes que procuram por valores mais baixos, existe a chance de conseguir uma bolsa de estudos, descontos ou optarem pela graduação semipresencial, pois os valores são mais acessíveis.

Existem mensalidades dos cursos semipresenciais a partir de R$350,00, não havendo nenhum prejuízo ao estudante, pois o aluno frequenta o polo de apoio de ensino várias vezes por semana. 

Áreas de atuação do Fisioterapeuta

O profissional de fisioterapia, muitas vezes é ligado apenas a problemas envolvendo coluna, membros superiores e inferiores. Embora seja o responsável pelo cuidado com todas as partes do corpo humano no que se refere à promoção, prevenção e reabilitação em saúde. 

As áreas da Fisioterapia são essenciais para auxiliar os pacientes na recuperação de diferentes problemas. Embora não seja apenas isso, pois ele interpreta e analisa laudos e exames e determina diagnósticos. Ou seja, atua em todas as etapas do tratamento. 

Se você está pensando em fazer essa graduação, não deixe de pesquisar sobre as diversas possibilidades de atuação. Conforme o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO), reconhece 15 especialidades:

  1. Fisioterapia em Acupuntura
  2. Fisioterapia Aquática
  3. Fisioterapia Cardiovascular
  4. Fisioterapia Dermatofuncional
  5. Fisioterapia Esportiva
  6. Fisioterapia em Gerontologia
  7. Fisioterapia do Trabalho
  8. Fisioterapia Neurofuncional
  9. Fisioterapia em Oncologia
  10. Fisioterapia Respiratória
  11. Fisioterapia Traumato-Ortopédica
  12. Fisioterapia em Osteopatia
  13. Fisioterapia em Quiropraxia
  14. Fisioterapia em Saúde da Mulher
  15. Fisioterapia em Terapia Intensiva

Como está o mercado de trabalho?

Quando falamos sobre o mercado de trabalho, o fisioterapeuta pode atuar em hospitais, consultórios, clínicas particulares, atendimentos domiciliares, em ensino e pesquisa.  São muitas possibilidades, não acha?

A Fisioterapia é reconhecida desde 13 de outubro de 1969. Desde então, cresceu e se desenvolveu bastante. Sendo um campo de trabalho que permite atuar no setor privado, público e Terceiro Setor. Há uma alta taxa de empregabilidade. 

Outro fator que tem motivado esse crescimento é a necessidade de profissionais devido à pandemia da covid -19. Aumentou a procura desses profissionais atuando em Terapia Intensiva em hospital. 

Conforme o ranking foi elaborado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Fisioterapia ficou com a 13.ª colocação na listagem geral das que mais registraram a carteira de trabalho dos profissionais.

Também segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de idosos no país deve dobrar até 2042. A demanda por esses profissionais só aumentará. 

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 4.4 / 5. Contagem: 18

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.