Por que fazer faculdade de Computação em Nuvem?

Raiza Moreno
Colaboradora Raiza Moreno
1

Antes de mais, não é novidade para ninguém que o universo digital e todas as suas ferramentas adentraram em nossa vida de forma intensa, sendo cada dia mais, parte de nós. Diante disso, houve a demanda por novas carreiras que envolvem esse setor. Dessa forma, trouxemos a pergunta: por que fazer faculdade de Computação de Nuvem?.

Aqui, iremos conhecer de forma mais profunda essa profissão nova, porém necessária. Ainda, falaremos sobre o curso e algumas razões que podem te motivar em cursá-lo.

Portanto, se você gosta de tecnologia e está pensando em fazer uma faculdade, é válido refletir e conhecer mais sobre a faculdade de Computação em Nuvem.

Confira nosso artigo a seguir!

O que é Computação em Nuvem?

Ao pensar em arquivo, se usássemos essa palavra no tempo de nossos avós, de prontidão pastas e papéis impressos viriam a mente.

Depois, na geração dos millenials, percebe-se a necessidade de escanear documentos, passar as fitas VHS para DVD e depois, de forma rápida, a introdução do blue-ray. Ainda, enviar e-mails e ter arquivos salvos em HD, pen drives e documentos de Word tornam-se cada vez mais familiares e necessários.

Hoje, seja millenial ou boomer, não só as pastas foram extintas, mas também revelar fotos e DVD também entraram no clubinho da extinção. Diante da globalização e a quantidade de arquivos documentados, sejam de imagem, texto, vídeo ou áudio que acumulamos ao longo da vida, notou-se a necessidade da famigerada nuvem.

Mas, afinal, o que é a Computação em Nuvem?

Em suma, ao falar de Computação na NuveM, dá-se a possibilidade do acesso e uso de arquivos a partir de serviços disponibilizados por plataformas na internet. Por exemplo, instalar um aplicativo específico para produzir uma planilha, se faz menos necessário quando há a nuvem.

Dessa forma, a nuvem funciona como um espaço onde você pode documentar e arquivar o que bem entender a partir de serviços da internet, sem necessitar instalar nada. Os serviços online acabam por salvar e disponibilizar ferramentas para produção e arquivamento de tudo que for preciso.

Por fim, não há a necessidade de um computador específico em que os arquivos estejam salvos. A Computação em Nuvem permite que você acesse os seus documentos em qualquer computador, tablet ou celular, só basta uma rede de acesso à internet.

Mas, por que fazer faculdade de Computação em Nuvem?

Apesar de já existirem inúmeros serviços neste contexto, a tecnologia não para nunca. E, além disso, há um materialismo histórico para comprovar que desde a primeira Revolução Industrial, avanços que considerávamos inconcebíveis, tornam-se vívidos e rotineiros na atualidade.

Também, o site Canal Tech tem um artigo onde se relatam constatações sobre uma pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). Esta, alega que as áreas que envolvem a Tecnologia da Informação ofertará uma média de 65 mil vagas no setor de TI, nas mais diversas especialidades, incluindo Computação em Nuvem.

Ademais, na mesma pesquisa, realizaram uma prospecção para o futuro, onde até 2024, essa demanda salta para o número de 420 mil vagas. E, pontuaram também que hoje, no ano de 2021, há poucos profissionais das áreas relacionadas à tecnologia disponíveis para atuação.

O mercado global precisa de profissionais

No ano de 1969, especificamente dia 20 de julho, o homem pisou na lua. Depois disso, a ciência avançou em níveis homéricos e percebeu-se que a população, não só responde positivamente aos avanços tecnológicos, como se orgulham dos feitos científicos.

Neste contexto, um dos únicos polos tecnológicos mundiais era o Vale do Silício, nos Estados Unidos da América. Em meio a tantas mudanças, os Estados do mundo todo decidiram investir parte de sua economia no âmbito tecnológico para acompanhar as demandas mundiais.

Desse modo, países para além dos Estados Unidos, passaram a criar os seus próprios polos tecnológicos. Estes polos, no que lhe concerne, concentram centros de pesquisa e empresas responsáveis por inovação e implantação de dinâmicas tecnológicas.

Estes são, no que lhe concerne, os espaços destinados aos profissionais do ramo tecnológico e é claro, incluindo quem se profissionalizou em Ciências da Computação.

Polos tecnológicos ao redor do mundo

Os polos tecnológicos são, basicamente, centros onde se encontram startups e scale-ups responsáveis por implementações da economia criativa.

Ademais, envolve todos os aspectos que a tecnologia demanda e assim, inclui a Computação em Nuvem. A internet é a grande protagonista e é nela onde os pesquisadores investem tempo e dinheiro para dinamizá-la.

Assim, confira a lista dos principais polos tecnológicos da atualidade:

  • Vale do Silício, California;
  • Pequim, China;
  • Nova Iorque, Estados Unidos;
  • Xangai, China;
  • Tel Aviv, Israel;
  • Estocolmo, Suécia;
  • São Paulo, Brasil.

Por fim, percebe-se que a para além da atuação no mercado nacional que demanda de profissionais de Computação em Nuvem, ainda há o mercado internacional.

A faculdade de Computação em Nuvem

Ao tratar do curso propriamente dito, parte-se do fato que todos estamos evoluindo para a Nuvem. Dessa forma, a graduação prepara o estudante para tornar os serviços online cada vez mais acessíveis e intuitivos.

Também, há o objetivo de desenvolver e construir o raciocínio lógico e estratégico. Haja visto que o estudante deve sair da faculdade pronto para ingressar em um mercado de trabalho aquecido e que necessita de profissionais com conhecimento sofisticado.

A duração do curso é estimada para uma média de dois anos e meio. Ainda, existem diferentes modalidades; as modalidades EaD e presencial encontram-se disponíveis nas universidades reconhecidas pelo MEC. Mas, alguma delas, têm também a opção de realizar o curso 100% online, como a Anhanguera, a Pitágoras e a Unopar.

Mas, conte-nos: gostou do artigo? Deixe um comentário com um feedback. Até mais!

Leia também:

Quais os tipos de Computação em Nuvem?

Quais as aplicações da Computação em Nuvem?

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.