Como pode ser definido o trabalho do arquiteto?

Vanessa Zampronho
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto de SevenStorm JUHASZIMRUS no Pexels

O trabalho do arquiteto vai do projeto arquitetônico de uma construção até o planejamento urbanístico e do sistema viário da cidade

Entre projetos, folhas grandes e desenhos, um dos objetivos do trabalho do arquiteto é o de modificar artificialmente o ambiente físico. Isso inclui a elaboração do projeto de construção de edificações em geral até o da malha viária da cidade.

Do grego arkhitékton (construtor principal), é ele quem gerencia esse e outros tipos de obras que modelam o meio ambiente. Nesse sentido, a arquitetura procura fazer alterações no ambiente ao redor, mas de forma harmônica. Não é somente construir um prédio: essa edificação precisa ter um propósito e finalidade.

Está pensando em prestar vestibular para Arquitetura?

 

Preparamos um teste para você descobrir se o curso combina com você

 

Assim, o trabalho do arquiteto é interagir com os espaços, mas tendo em vista que essa interação tem um objetivo. Dessa forma, um projeto arquitetônico avalia as construções ao redor, como elas devem interferir umas nas outras e no ambiente.

O trabalho do arquiteto na História

Desde que o homem começou a organizar o ambiente ao seu redor, ele já pratica Arquitetura. A construção de abrigos, templos para deuses, locais para reuniões são alguns exemplos desse começo. Além disso, a organização de construções, como casas e demais edifícios, e o surgimento das cidades, também são atribuídos ao arquiteto.

Diferentes povos tinham estilos distintos nas suas construções: é possível identificá-los por características bem específicas. Há, inclusive, registros históricos que o egípcio Imhotep teria sido o primeiro arquiteto do mundo. Foi ele quem projetou a primeira pirâmide, a de Saqqara, com seis enormes degraus, e que alcança mais de 60 metros de altura.

As pirâmides do Egito são um exemplo contundente do trabalho da Arquitetura. Até hoje os estudiosos procuram entender como essas imponentes construções foram erguidas séculos atrás, com poucas condições tecnológicas.

Os templos gregos e o Coliseu de Roma são outros grandes e famosos exemplos do trabalho do arquiteto na História Antiga. Já na Idade Média, merecem destaque as igrejas erguidas como a Basílica de Santa Sofia, na Turquia, e a Catedral de Notre-Dame, em Paris.

A perspectiva na Arquitetura

Foi na Idade Moderna que os projetos feitos em papel se tornaram mais importantes. O conceito de perspectiva fez toda a diferença para os desenhos dos arquitetos, e o trabalho passa a tomar outro rumo. Perspectiva é representar pessoas, paisagens e construções em desenhos da mesma forma que nossos olhos registram. Isso pode parecer banal hoje, mas na Idade Moderna foi um avanço para o trabalho do arquiteto.

O estilo barroco é um dos que mais representa a Idade Moderna. Obras e construções barrocas são exuberantes, com muitos detalhes e desenhos. Há exemplos dessa arquitetura no Brasil, como a Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto, Minas Gerais, e a Basílica de Nossa Senhora do Carmo, em Recife, Pernambuco.

Nos dias de hoje, a tecnologia trouxe mais recursos para a Engenharia e Arquitetura. O trabalho do arquiteto se tornou mais ousado, com desenhos de prédios, vias, paisagens e parques que antes não seria possível. Por exemplo, o estádio Ninho de Pássaro, em Pequim, palco de algumas competições dos Jogos Olímpicos de 2008, tem um desenho peculiar. Há também os museus Guggenheim de Nova York, Estados Unidos, e de Bilbao, na Espanha.

Arquitetura contemporânea no Brasil

Temos também exemplos de construções modernas icônicas em solo brasileiro. O Museu de Arte de São Paulo (Masp), na avenida Paulista, em São Paulo, é um deles. Ele parece constantemente desafiar a Física, ao manter uma construção de 74 metros de extensão suspensa em dois pilares. É um dos trabalhos mais conhecidos da arquiteta Lina Bo Bardi.

A cidade de Brasília, capital federal, é outro exemplar da Arquitetura contemporânea. O trabalho dos arquitetos Lúcio Costa e Oscar Niemeyer é referência no mundo todo. Com um desenho que se assemelha a um avião, visto de cima, o projeto arquitetônico e urbanístico da capital é organizado em setores. Assim, há os setores residencial, administrativo, comercial, cultural, recreativo, entre outros.

O Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, foi inaugurado em 2015 e não tem somente o desenho como inovação. Ele é um dos exemplos mais recentes da Arquitetura Sustentável: foi projetado para aproveitamento máximo da luz solar no interior e a utilização de energia fotovoltaica para abastecer outras áreas.

A importância do trabalho do arquiteto

Vendo todas essas obras, projetos e trabalhos, fica mais fácil entender o quão importante é o trabalho do arquiteto. Ele molda a realidade ao seu redor, de forma a não interferir muito no ambiente. A criação de construções precisa ter uma finalidade, e ser utilizada pelas pessoas. Além, claro, de acompanhar a História da sociedade na qual está inserido.

Mas hoje o campo de atuação do arquiteto vai além do projeto de construções. Ele pode se especializar em outras áreas. Uma delas é a Arquitetura de Interiores, que organiza os espaços internos de casas, prédios, museus e empresas. Assim, o objetivo é deixar o mobiliário harmônico e funcional.

O Paisagismo é outra forma de trabalho do arquiteto. Ele organiza áreas externas, e desenha parques e até vias públicas completas. A Restauração é um campo diferente: procura restabelecer os danos causados pelo tempo em construções históricas. Isso é fundamental para manter prédios históricos intactos, da forma como foram construídos.

O Urbanismo já vê a cidade como um todo. O trabalho do arquiteto aqui é planejar a cidade com todos os seus componentes, como casas, ruas, avenidas, pontes, prédios e parques. Ele deve levar em consideração não somente as construções em si, mas como as pessoas podem interagir com elas.

Novas áreas de trabalho do arquiteto

O mundo não para, e o campo de trabalho para a Arquitetura também não. A arquitetura sustentável está em alta, e ela se preocupa em projetar construções com o mínimo impacto no meio ambiente.

Há também a Arquitetura Social, na qual o arquiteto se preocupa em revitalizar áreas degradadas da cidade. Assim, uma região que estava abandonada se transforma em um polo residencial, econômico, cultural ou de entretenimento.

Outros campos de trabalho do arquiteto são a criação de cenários para filmes e programas de TV, além de projetos temporários, como lojas que funcionam por temporada e exposições.

Portanto, podemos definir o trabalho do arquiteto como o profissional que consegue modificar o ambiente ao seu redor, respeitando suas características. E sempre pensando na interação com as pessoas. É um campo de estudo que mistura História com Engenharia e Meio Ambiente!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.