O que a Medicina Veterinária proporciona ao estudante?

Vanessa Zampronho
Colaborador do Hora Da Facul
1

Crédito: Foto de Tima Miroshnichenko no Pexels

Quando pensamos em Medicina Veterinária, geralmente nos vem à cabeça a imagem de cachorros e gatos. São os mais próximos ao nosso convívio, ainda mais para quem mora em grandes cidades.

Esses e outros bichos também precisam de cuidados, tal como nós. Assim, ir ao médico veterinário regularmente e fazer exames preventivos mantém a saúde deles em dia. E previne doenças mais graves.

Mas os cuidados são bem específicos. Assim, nem todo remédio receitado para humanos servem para os bichos. Inclusive alguns podem ser até tóxicos. Da mesma forma, chás e outros produtos de uso humano não necessariamente podem ser usados neles.

Por isso a importância do conhecimento do médico veterinário. Ele saberá ver o que o animal tem, os exames necessários, os remédios que ele pode tomar e o tratamento adequado. É um conhecimento muito rico que o estudante adquire para sua vida – e para a dos bichos também.

Como é o curso de Medicina Veterinária?

O curso de Medicina Veterinária é oferecido na modalidade bacharelado e tem cinco anos de duração. As aulas podem acontecer em regime integral, à noite ou de manhã. A grade curricular é bem extensa, visto que o graduando vai lidar com várias espécies de animais.

Assim, as aulas de Anatomia mostram como são internamente os animais de vários tipos, dos domésticos aos silvestres, pequenos e grandes. Há aulas também de Fisiologia, Patologia e Imunologia.

Falando em animais grandes, como bois e vacas, há um cuidado especial com eles. O aluno não somente tem aulas sobre estas espécies, mas também sobre sua alimentação. Assim, tem a disciplina com o complicado nome de Agrostologia. Ela é um ramo da Botânica que estuda em particular as gramíneas – a grama que estes animais consomem.

Assim, tendo um conhecimento mais profundo, o veterinário conseguirá elaborar um plano alimentar mais nutritivo a estes animais. Eles geralmente são destinados ao consumo humano, da carne, derivados e do leite.

Os graduandos também aprendem técnicas cirúrgicas, visto que eles terão de lidar com isso na vida profissional. Dependendo do porte do animal e de onde ele vive, nem sempre esse procedimento pode ser feito em salas de cirurgia. É aí que entra a versatilidade do veterinário. Da mesma forma, aulas sobre técnicas de anestesia entram na lista.

Mercado de trabalho

O veterinário não vai trabalhar somente em clínicas com animais domésticos. O campo de trabalho do profissional é bastante amplo, e ele pode atuar em vários locais, com várias espécies diferentes.

Assim, o médico veterinário pode se especializar em animais de grande porte, como bois, vacas e cavalos, e atuar no agronegócio. Inclusive esta é uma área em expansão. Ele também pode atuar com animais silvestres, aves, felinos, répteis, entre outros.

Esse campo é particularmente interessante, porque mesmo em grandes cidades há pessoas que criam coelhos, galinhas, répteis e pássaros exóticos. Embora a formação do veterinário seja ampla, um especialista nestas espécies consegue dar diagnósticos mais precisos e tratamentos mais eficazes.

Outra área da Medicina Veterinária é em zoológicos. Há a necessidade de uma equipe que possa ficar 24h de plantão para atender os animais. Eles são responsáveis pela manutenção da saúde, administrar a alimentação correta e tratamento das doenças, quando elas surgirem.

A Medicina Veterinária além do consultório

Um trabalho que quase ninguém sabe que existe é feito especialmente pelo médico veterinário. É ele quem faz a inspeção sanitária em empresas que processam produtos de origem animal.

Assim, para que um corte de carne bovina, suína, de aves ou de outros animais chegue ao consumidor, ele precisa ser fiscalizado por um veterinário. Neste caso, é um servidor público da Agência Nacional de Vigilância Sanitária que faz esse trabalho. Ele deve ver se o animal está sadio, se é criado em boas condições de higiene e se o local de processamento segue as leis sanitárias.

Ele também pode atuar em laboratórios de genética para fazer estudos de melhoramento genético. Dessa forma, ele pode pesquisar como melhorar a genética para tornar animais mais fortes e menos propensos a doenças. O veterinário também pode trabalhar na parte de reprodução.

Além disso, o profissional pode se especializar na nutrição animal, desenvolvendo alimentos mais naturais e nutritivos. Outro ramo é na pesquisa de medicamentos e vacinas para tratar doenças de forma mais eficaz e atuar na prevenção.

Laboratórios de análises clínicas veterinárias é outro campo de trabalho dentro da Medicina Veterinária. Assim, é possível descobrir o que está acontecendo com o animal, dos domésticos aos selvagens, só com o olhar apurado do especialista.

O que a Medicina Veterinária proporciona ao aluno?

Os animais nos rodeiam, e aqui falamos dos de estimação aos que vivem soltos em florestas, ou criados para consumo humano. Assim, sem o conhecimento especializado do médico veterinário, os cuidados com eles ficariam bastante prejudicados.

O estudante vai conhecer que a relação dos humanos com os animais vai além da companhia ou do consumo. Eles fazem parte de uma corrente que deve estar sempre equilibrada. Isso evita, por exemplo, que doenças passem dos animais para humanos, e vice-versa.

São eles que acompanham de perto se uma determinada população animal está crescendo ou se extinguindo no ambiente. Isso indica uma série de alterações no ambiente, que pode proporcionar uma super população ou o fim de uma espécie.

Saber disso é fundamental para manter a harmonia da vida na Terra. Manter a saúde dos animais em dia ajuda até no manejo do meio ambiente, assim como promover uma alimentação de qualidade.

O aluno sentirá que seus conhecimentos vão fazer a diferença no ambiente onde mora. Ele pode acompanhar processos de degradação da natureza ao seu redor e ver o quanto ela afeta os animais. Ele pode solicitar orientação aos professores e outros profissionais para tomar providências, por exemplo.

Um sinal de que as coisas não vão bem é quando o graduando percebe que vários animais adquirem uma determinada doença de forma quase simultânea. Ele sabe como identificar a causa e pode auxiliar no tratamento dos bichos. Se for algum fator ambiental, ele terá condições de acionar o poder público para fazer uma verificação mais apurada.

Enfim, o curso de Medicina Veterinária traz uma bagagem bastante enriquecedora ao aluno, que certamente fará a diferença!

Gostou deste conteúdo? Então fique com a gente e leia também sobre o que é a Fisioterapia Veterinária?

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.