Quais faculdades aceitam a nota do Enem?

Renata Arruda
Comunicadora, escreveu para veículos como Canal Lifetime, Huffpost Brasil, Scream & Yell, revista O Grito!, revista Plaf, entre outros. Atua como redatora de conteúdo generalista, sendo colaboradora fixa do site Letras.mus.br e Hora da Facul.
1

Crédito: Foto de Kampus Production no Pexels

Toda pessoa que quer cursar o ensino superior se pergunta quais faculdades aceitam a nota do Enem. A boa notícia é que inúmeras instituições trabalham com essa opção!

Hoje em dia, o Enem é a principal porta de entrada para o ensino superior no país. Assim, todos os anos milhões de estudantes do Brasil garantem uma vaga em graduações presenciais e à distância através de processos seletivos que substituem o vestibular tradicional.

Pensando nisso, hoje vamos mostrar a você um panorama das faculdades que aceitam a nota do Enem e como usar sua nota do exame para chegar ao ensino superior. 

Atualmente, milhares de faculdades que aceitam a nota do Enem. Entre as universidades públicas, são mais de 120 que utilizam a pontuação do exame como critério de seleção através do Sistema de Seleção Unificado, o Sisu. Vale mencionar que maior parte delas são federais.

Já as faculdades privadas costumam aceitar a nota da prova de três maneiras diferentes: como substituição do vestibular, através do sistema de ingresso direto, como critério em processos seletivos próprios e como parte dos programas governamentais ProUni e Fies.

Neste post explicaremos como usar a nota do Enem para participar de cada um deles. 

Quais faculdades particulares aceitam a nota do Enem?

Como adiantamos, são inúmeras as faculdades que aceitam a nota do Enem para ingresso em suas graduações. Como os critérios podem variar, recomendamos que você confira o site da instituição escolhida para conhecer todas as opções disponíveis.

No entanto, resolvemos te dar uma mãozinha e selecionamos algumas ótimas opções de instituições privadas onde você pode estuar com sua nota do Enem por meio do ProUni, Fies ou ingresso direto. Conheça:

  • Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA);
  • Faculdade Metropolitana de Anápolis (FAMA);
  • Faculdade Pitágoras (PITÁGORAS);
  • Universidade de Cuiabá (UNIC);
  • Universidade Anhanguera-Uniderp (UNIDERP);
  • União Metropolitana de Educação e Cultura (UNIME);
  • Universidade Norte do Paraná (UNOPAR);
  • Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE);
  • Universidade Anhembi Morumbi (UAM);
  • Universidade Paulista (UNIP);
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC Rio);
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas);
  • Universidade São Judas Tadeu (USJT);
  • Universidade Estácio de Sá (UNESA).

Quais faculdades públicas aceitam a nota do Enem?

Além disso, preparamos uma outra lista com as instituições públicas que participam do Sisu. Para facilitar a leitura, separamos as faculdades que aceitam a nota do Enem por região. Veja se a que você escolheu está na lista!

Norte

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM);
  • Instituto Federal de Rondônia (IFRO);
  • Instituto Federal de Roraima (IFRR);
  • Instituto Federal do Acre (IFAC);
  • Instituto Federal do Amapá (IFAP);
  • Instituto Federal do Pará (IFPA);
  • Instituto Federal do Tocantins (IFTO);
  • Universidade do Estado do Amapá (UEAP);
  • Universidade Federal de Rondônia (UNIR);
  • Universidade Federal de Roraima (UFRR);
  • Universidade Federal do Acre (UFAC);
  • Universidade Federal do Amapá (Unifap);
  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM);
  • Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA);
  • Universidade Federal do Pará (UFPA);
  • Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa);
  • Universidade Federal do Tocantins (UFT);
  • Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).

Nordeste

  • Instituto Federal Baiano (IFBaiano);
  • Instituto Federal da Bahia (IFBA);
  • Instituto Federal de Alagoas (IFAL);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB);
  • Instituto Federal de Pernambuco (IFPE);
  • Instituto Federal de Sergipe (IFS);
  • Instituto Federal do Ceará (IFCE);
  • Instituto Federal do Piauí (IFPI);
  • Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN);
  • Instituto Federal Sertão Pernambucano (IFSertão);
  • Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro–Brasileira (Unilab);
  • Universidade de Pernambuco (UPE);
  • Universidade do Estado do Bahia (UNEB);
  • Universidade do Estado do Ceará (UECE);
  • Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN);
  • Universidade Estadual da Paraíba (UEPB);
  • Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC);
  • Universidade Estadual do Piauí (UESPI);
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB);
  • Universidade Federal da Bahia (UFBA);
  • Universidade Federal da Paraíba (UFPB);
  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL);
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG);
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
  • Universidade Federal de São Francisco (Univasf);
  • Universidade Federal de Sergipe (UFS);
  • Universidade Federal do Ceará (UFC);
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA);
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI);
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN);
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE);
  • Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa).

Centro-Oeste

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG);
  • Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT);
  • Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS);
  • Instituto Federal Goiano (IF Goiano);
  • Universidade de Brasília (UnB);
  • Universidade do Estado do Mato Grosso (Unemat);
  • Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS);
  • Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD);
  • Universidade Federal de Goiás (UFG);
  • Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT);
  • Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS).

Sudeste

  • Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG);
  • Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro (Cefet-RJ);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ);
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF);
  • Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG);
  • Instituto Federal de São Paulo (IFSP);
  • Instituto Federal do Espírito Santo (IFES);
  • Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG);
  • Instituto Federal do Sul de Minas Gerais (IFSuldeMinas);
  • Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM);
  • Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IFSudesteMG);
  • Universidade Estadual da Zona Oeste (UEZO);
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp);
  • Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG);
  • Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF);
  • Universidade Estadual Paulista (Unesp);
  • Universidade Federal de Alfenas (Unifal);
  • Universidade Federal de Itajubá (Unifei);
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF);
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA);
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP);
  • Universidade Federal de São Carlos (UFSCar);
  • Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ);
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp);
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU);
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV);
  • Universidade Federal do ABC (UFABC);
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES);
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio);
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
  • Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM);
  • Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM);
  • Universidade Federal Fluminense (UFF);
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Sul

  • Instituição Federal Sul-rio-Grandense (IFSul);
  • Instituto Federal Catarinense (IFC);
  • Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC);
  • Instituto Federal do Paraná (IFPR);
  • Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS);
  • Instituto Federal Farroupilha (IF-Farroupilha);
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL);
  • Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP);
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste);
  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS);
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila);
  • Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA);
  • Universidade Federal de Pelotas (UFPel);
  • Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC);
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM);
  • Universidade Federal do Pampa (Unipampa);
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR);
  • Universidade Federal do Rio Grande (FURG);
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Como entrar na faculdade com a nota do Enem?

Mostramos agora as principais maneiras de usar a sua pontuação para entrar em faculdades que aceitam a nota do Enem.
Veja abaixo:

Sisu

Com mais de 200 mil vagas em instituições públicas no Brasil, o Sisu abre inscrições anualmente após a divulgação dos resultados do Enem. Para participar, basta que o candidato não zere a redação. Como o processo é muito concorrido, é necessário atingir uma pontuação alta para garantir uma vaga.

ProUni

Todos os anos o ProUni oferece bolsas de estudo parciais ou integrais em universidades bem avaliadas pelo MEC. As vagas podem ser em cursos presenciais ou EAD e são destinadas a pessoas de baixa renda que estudaram em escola pública.

Para participar, é necessário alcançar o mínimo de 450 pontos na prova do Enem mais recente e nota acima de zero na redação.

Fies

O Fies é o programa de financiamento estudantil concedido pelo governo federal a estudantes que precisam de recursos para bancar a graduação. A dívida é parcelada a baixos juros e o aluno só começa a pagar depois de formado. 

Assim como o ProUni, o programa aceita candidatos que tenham alcançado o mínimo de 450 pontos nas provas de qualquer edição do Enem a partir de 2010. A partir de 2021, o MEC passou a exigir também a nota mínima de 400 pontos na redação.

Ingresso rápido

Oferecido por faculdades particulares, o ingresso rápido concede vagas nos cursos de graduação a participantes que fizeram qualquer edição do Enem a partir de 2010. Para isso, basta que o candidato apresente sua nota no momento da inscrição: caso tenha a pontuação necessária, ele pode se matricular sem precisar prestar vestibular.

A pontuação mínima pode variar de acordo com cada instituição e costuma não valer para o curso de Medicina. Por isso, vale a pena conferir o site da faculdade desejada para obter todas as informações necessárias.

Agora que você descobriu quais faculdades aceitam a nota do Enem, aproveita e vem conferir também quais são os 5 erros comuns para não cometer no exame!

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 4.6 / 5. Contagem: 57

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.