Quanto ganha um psicólogo hospitalar?

Ana Carolina Silva
Colaborador do Hora Da Facul
1

Acima de tudo, de acordo com o Conselho Federal de Psicologia – CFP, o psicólogo atua oferecendo e desenvolvendo atividades em diferentes níveis de tratamento. Principalmente acompanhando intercorrências psíquicas dos pacientes que estão ou serão submetidos a procedimentos médicos. Essas atividades visam a promoção, prevenção e recuperação da saúde física e mental. Sabendo disso, você que se interessa em seguir carreira na área, provavelmente quer saber: quanto ganha um psicólogo hospitalar?

Para responder a essa questão, é preciso esclarecer que o psicólogo hospitalar pode trabalhar em instituições de saúde, atuando na prestação de serviços de nível secundário ou terciário da atenção à saúde. Além disso, este profissional pode lecionar em instituições de Ensino Superior e/ou centros de estudo e de pesquisa. Sendo assim, as remunerações desses profissionais vão depender do local de atuação, do porte da empresa e do perfil do profissional (júnior, pleno e sênior).

Quer saber mais quanto ganha um psicólogo hospitalar? Então, continue a leitura e descubra mais informações sobre essa área que teve um aumento de 28% na oferta de vagas, no mercado de trabalho, de acordo com dados no novo CAGED. 

Remuneração do psicólogo hospitalar nos estados brasileiros

De forma geral, segundo dados do novo CAGED, um psicólogo hospitalar recebe em média R$ 3.278,19, para uma jornada de trabalho de 35 horas semanais. Sendo assim, a faixa salarial fica entre R$ 2.991,97 (piso salarial), R$ 3.043,95 (média salarial) e R$ 6.235,06 (teto salarial). Lembramos que esses valores são para cargos em regime de CLT. 

Em contrapartida, se formos analisar, quanto ganha um psicólogo hospitalar, nos estados brasileiros, o panorama é o seguinte: 

  • São Paulo – R$ 3.742,10
  • Minas Gerais – R$ 2.692,25
  • Bahia – R$ 2.580,83
  • Goiás – R$ 3.239,84
  • Rio Grande do Sul – R$ 3.630,30
  • Rio de Janeiro – R$ 2.784,44
  • Santa Catarina – R$ 2.901,86
  • Paraná – R$ 2.685,45
  • Pará – R$ 3.458,33
  • Distrito Federal – R$ 4.187,98
  • Espírito Santo – R$ 2.889,06
  • Ceará – R$ 3.689,23
  • Pernambuco – R$ 2.217,70
  • Amazonas – R$ 3.038,51
  • Alagoas – R$ 2.597,58
  • Maranhão – R$ 2.287,76
  • Sergipe – R$ 1.995,23
  • Mato Grosso do Sul – R$ 3.398,61
  • Mato Grosso – R$ 4.076,25
  • Piauí – R$ 2.176,83
  • Tocantins – R$ 2.352,16
  • Rio Grande do Norte – R$ 3.270,09
  • Paraíba – R$ 1.951,04
  • Rondônia – R$ 2.091,93

Remuneração de acordo com o porte da empresa

Levando em consideração quanto ganha um psicólogo hospitalar, de acordo com o porte da empresa, temos o seguinte cenário, se considerarmos os perfis profissionais júnior (até quatro anos de experiência), pleno (quatro a seis anos de experiência) e sênior (acima de seis anos de experiência):

Pequenas empresas:

  • Júnior – R$ 2.807,81
  • Pleno – R$ 3.018,12
  • Sênior – R$ 3.382,92

Médias empresas:

  • Júnior – R$ 3.137,45
  • Pleno – R$ 3.347,75
  • Sênior – R$ 3.712,55

Grandes empresas:

  • Júnior – R$ 3.397,61
  • Pleno – R$ 3.607,92
  • Sênior – R$ 3.972,71

Qual o salário do psicólogo hospitalar na rede pública e na rede privada?

De acordo com pesquisas, em diversos sites de empregos brasileiros e editais de seleções e concursos públicos, existem variações salariais para o psicólogo hospitalar na rede pública e na rede privada de saúde. Sendo assim, abaixo temos alguns exemplos de quanto ganha um psicólogo hospitalar em hospitais públicos, hospitais universitários, entidades público/privadas, instituições de saúde ligadas à prefeituras e núcleos de pesquisa de universidades.

  • Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh): entre R$ 3.800,00 e R$ 4.100,00
  • Instituto do Câncer do Estado de São Paulo: entre R$ 3.400,00 e R$ 3.700,00
  • Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP): entre R$ 3.450,00 e R$ 3.700,00
  • Universidade Federal de Minas Gerais: cerca de R$ 3.000,00
  • Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (SESAB): entre R$ 5.900,00 e R$ 6.300,00
  • Hospital Geral DR. Waldemar Alcântara (CE): R$ 2.838,71
  • Hospital das Clínicas de Porto Alegre: R$ 6.034,76
  • Prefeitura Municipal de Jacareí (SP): entre R$ 2.400,00 e R$ 2.600,00

Por outro lado, nos hospitais e instituições da rede privada, o panorama salarial é o seguinte:

  • Hospital Israelita Albert Einstein: entre R$ 3.000,00 e R$ 8.000,00
  • Beneficência Portuguesa de São Paulo: entre R$ 2.800,00 e R$ 3.150,00
  • Hospitais da rede Unimed: entre R$ 3.600,00 e R$ 3.900,00
  • Rede Prevent Sênior: entre R$ 4.400,00 e R$ 4.800,00

Como ser bem remunerado como psicólogo hospitalar?

Afinal, depois de saber quanto ganha um psicólogo hospitalar, você ficou mais interessado por essa especialidade? Então é importante saber o que fazer para conquistar seus objetivos e aproveitar as melhores oportunidades do mercado. Nesse momento, alguns passos são importantes para construir sua carreira de forma sólida.

Em primeiro lugar é interessante que o psicólogo faça um curso de especialização lato sensu na área de Psicologia Hospitalar. Imprescindível destacar que o curso não é obrigatório, mas claro que será um diferencial para o mercado de trabalho e para agregar conhecimento profissional. No Brasil existem várias opções de especializações nas diferentes áreas da Psicologia Hospitalar, em cursos presenciais e a distância. A duração em geral é de dois anos.

Em segundo lugar, uma outra possibilidade de especializar-se é ser reconhecido como “Profissional Especialista em Psicologia”, pelo Conselho Federal de Psicologia -CFP. Para esse título é necessário que o psicólogo comprove que tem pelo menos dois anos de experiência na profissão – nesse caso no contexto hospitalar. Ademais, são realizadas provas práticas e teóricas.

Em terceiro lugar, manter-se atualizado na área de Psicologia Hospitalar é primordial. Em tempos de pandemia, por exemplo, esses profissionais tiveram que readaptar seu trabalho, e buscar novas formas de atuar dentro de hospitais e instituições de saúde. Para isso foi preciso reinventar-se. Ou seja, não bastam conhecimentos técnicos, é preciso estar atento às novidades, para ser um profissional diferenciado.

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.