Veja dicas de equipamentos para PC games e esports

Gisele Henriques
MBA em Administração e Marketing, Pós Graduada em Jornalismo Esportivo, graduada em Licenciatura em Artes Visuais, Tecnologia em Marketing e Bacharelado em Administração, é graduanda de Direito e de Jornalismo.

Crédito: Foto de FOX no Pexels

Entre as plataformas de jogos eletrônicos, os PC games exigem uma atenção especial do jogador, por necessitarem de uma quantidade maior de equipamentos e acessórios; enquanto os jogadores de consoles e mobiles contam com as especificações nativas de seus equipamentos, os fãs de computadores podem “turbinar” a configuração de seu computador de uma forma otimizada para jogos.

Porém, não é só a configuração do PC que exige atenção: os aspirantes e e-atletas e jogadores nível avançado passam muitas horas do dia utilizando os equipamentos, então é preciso pensar em ergonomia, montando um setup que possa também agregar conforto, com mouse, teclado e cadeira gamer especiais.

Abaixo, confira algumas dicas para ter um bom computador e jogar com conforto:

Ainda dá tempo de se organizar em 2021!

 

Preparamos um planner para você não deixar nada passar

 O que é um PC gamer?

Um PC gamer é uma máquina voltada para a execução de jogos eletrônicos com o melhor resultado possível, sendo mais poderosa que um console; alguns dos pontos positivos que esse tipo de máquina possui são:

  • Resolução de imagem: deve ser a mais alta possível, que proporcione ver todos os detalhes das imagens, com qualidade que pode ser a mais popular no momento, Full HD (Full High Definition, com 1920×1080 pixels) ou até mesmo a sonhada 4K (Ultra HDTV, com 3840 x 2160  pixels de altura e largura), que é mais cara e indicada para telas com grandes dimensões.
  • Taxas de quadros: o termo se refere ao número de imagens estáticas completas que são exibidas a cada segundo; outro ponto a ser considerado é a taxa de atualização, ou seja, o número total de vezes em que qualquer imagem aparece dentro do período de um segundo. É indicado que seja a mais rápida possível.
  • Adequações estéticas: Pode parecer não muito importante para o desempenho, mas ao investir em um computador poderoso, o jogador também pode optar por alguns acessórios com aparência moderna, além de um gabinete bonito e colorido, que vai chamar a atenção em fotos e vídeos nas redes sociais. Mas ele também merece atenção em alguns pontos no quesito funcionalidade.

É importante ressaltar que a melhor configuração de um PC gamer está condicionada ao tipo de jogo que o jogador irá utilizar, por isso a melhor dica é prestar atenção na configuração necessária de cada game.

Peças necessárias para montar um PC gamer voltado para esports:

Gabinete

O gabinete deve ser bonito e funcional, com comprimento que comporte uma boa placa gráfica e os cooler (ventiladores). É preciso pensar em todos os acessórios que serão conectados, portanto, é recomendado que o gabinete tenha seis portas USB 3.0, 3 DisplayPorts e uma porta HDMI. Deve-se observar se há um painel traseiro para esconder cabos e se possui espaço interno para um bom fluxo de ar. A opção mais cara é incluir refrigeração líquida.

Peças internas

Processador – determina a velocidade e capacidade de executar tarefas; os jogadores podem escolher entre Intel e AMD.

Placa de vídeo – sua capacidade define a qualidade de imagem de um jogo; AMD e Nvidia são opções tradicionais, com bons preços.

Placa-mãe – base onde todos os equipamentos são conectados; as mais caras possuem opções de iluminação e refrigeração.

Memória RAM – é o componente que proporciona uma rápida leitura do game, mas memória adicional não faz um game rodar mais rápido; aqui a dica é ficar atento as configurações dos games que pretende usar no PC.

HD ou SSD – o disco para armazenamento dos dados, que deve ser comprado de acordo com a necessidade do jogador: Os SSDs são mais velozes que os HDs, porém mais caros. É importante lembrar que o disco principal acomodará o sistema operacional do PC, o que diminuirá seu espaço para armazenar dados. Então, a dica é ter mais de um disco, como um SSD para armazenar o sistema operacional e os jogos principais, e outro disco, podendo ser um HD, para os dados de jogos adicionais e outros arquivos.

Componentes externos

Monitor – o tamanho mínimo recomendado é 15,6 polegadas, e o máximo, 29 polegadas. Um modelo de 24 polegadas é considerado ideal para trabalho, estudo e jogos. A opção deve ser compatível com a placa de vídeo adquirida. Outros quesitos para levar em consideração são a resolução, taxa de atualização, de brilho e contraste.

Mouse – é necessário um modelo com movimentos precisos e ergonomia; os modelos sem fio perdem em precisão e podem falhar quando ficam com a bateria fraca, mas o ponto positivo é uma maior liberdade de movimentos. Os DPI determinam a velocidade do mouse.

Teclado – assim como mouse, é possível escolher opções com ou sem fio, mas também com membrana de silicone ou mecânicos: nestes a cor dos switches pode influenciar na escolha: vermelhos (mais confortáveis, para muitas horas de jogo); azuis (mais precisos, porém mais barulhentos); marrom (confortáveis e precisos em menor medida que os anteriores); os pretos são os mais velozes.

Headset – possui dois aspectos importantes: qualidade para ouvir os sons e músicas dos jogos, mas também de transmissão de áudio pelo microfone; pode ser conectado ao PC via USB ou entrada de áudio.

O jogador também pode optar por acessórios adicionais como controle de videogame, volantes, óculos de realidade virtual, que possuem uma infinidade de marcas e bons modelos.

Internet

A conexão deve ser mais rápida e estável possível, para partidas online sem quedas de sinal; a melhor opção dentro da realidade brasileira são os provedores locais que oferecem acesso via fibra óptica.

É sempre bom rodar um aplicativo de teste de velocidade, para confirmar se o sinal recebido é o mesmo do pacote contratado. Caso haja divergências, é interessante contactar o provedor, pois pode estar ocorrendo um problema técnico.

Auxiliares

Cadeira gamer – Um modelo que garanta a boa postura deve ter braços ajustáveis para a altura da mesa (permitindo que o jogador possa apoiar os cotovelos sem fazer esforço) e que seja reclinável, aumentando o conforto.

Onde adquirir jogos para o PC gamer?

Muitos jogadores optam por comprar seus games em mídia física, costume que cada vez mais vem caindo em desuso. Uma boa opção são plataformas como a Steam, GOG, Humble Bundle, ou desenvolvedoras, como a EA Origin ou Microsoft.

Também é possível baixar alguns games grátis, por isso é bom acessar também nossa dica: Saiba como ganhar games grátis de Xbox, PlayStation e PC.

É possível montar um PC gamer barato e bom?

Sim, é possível, mas vai depender de quanto o jogador está disposto a pagar; existem máquinas mais baratas, com configuração mais simples, que podem ser comprados já montados por valor em torno de R$ 2.200; bons e robustos computadores saem em média por preços que variam entre R$ 3.000 e R$ 6.000; porém, uma máquina com configuração muito potente pode custar até R$ 55.000, mas que nem sempre significa que o jogador terá um bom desempenho nos games, já que zerar os jogos e ficar em uma boa posição em rankings de competições depende muito da habilidade pessoal.

Quer ficar por dentro das novidades dos games? Confira algumas matérias interessantes:

Conheça Two Point Hospital, game que une Medicina e Administração

Pokémon GO: confira 5 dicas fundamentais para iniciantes

O quão útil foi esta matéria?

Clique na estrela para avaliar!

Avaliação média 0 / 5. Contagem: 0

Ainda sem avaliações! Seja o primeiro a avaliar.